Reflexões do Cotidiano

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

No mundo da bola....

E mais uma novela no país do futebol....O personagem da vez é o craque (será que ainda é?) Ronaldinho Gaúcho eleito o melhor do mundo por duas vezes. Nem precisa falar do que se trata, até por que na TV principalmente nos canais voltados para o esporte não se fala de outra coisa. Será que ele vai pro Flamengo, ou pro Grêmio? quiçá o Palmeiras?. A impressão que dá, e não queremos julgar, já julgando, é que o que está sendo feito é mais um espécie de leilão no futebol, aquilo de quem dá mais, o que com toda certeza do mundo não é uma atitude digna de um jogador de tanto renome. Sinceramente não é de hoje que o Ronaldinho deixou o futebol de lado em troca de um status de estrela, coisa que pra mim só se mantém se o cara jogar muito e demonstrar o que pode dentro das quatro linhas. Me irrita toda vez que a mídia fala que ele tá jogando demais, sei que ele foi um craque no passado mas hoje em dia não tá jogando nada, e não deveria existir da parte dos clubes brasileiros uma procura tão grande por ele até por que não se sabe se os benefícios serão maiores do que os custos. Marketing é legal, e me parece que é a palavra da vez, veja o caso do Ronaldo ( o nome parecido é apenas concidência), mais um time sem títulos é um time sem nada!!!
Seguindo as palavras do meu amado pai que entende milhões de vezes mais de futebol que eu, acredito que os demais times devam fazer o seguinte: oferecer um real, dois reais, 3 reais, até que o maior valor do leilão seja alcançado e que este não seja tão exorbitante.
E olha que vivemos no país onde nosso maior craque Pelé jogou de graça pelo Santos, time de coração e não é á toa que deu uma alfinetadinha no Ronaldinho Gaúcho.

Para informações mais valiosas visite o blog do meu amado Juca Kfouri que também postou algo a respeito: http://blogdojuca.uol.com.br/2011/01/a-escolha-de-ronaldinho/

Quero deixar claro que essa é a minha primeira postagem no blog, e que estou muito feliz por poder dividir as minhas idéias com aqueles que vierem a ser meus e nossos (falando pelos demais contribuidores) leitores assíduos. Assim espero!

Nenhum comentário:

Postar um comentário